ANÁLISE DO SABER EM DEBATE – REDAÇÕES DE 1000 PONTOS ENEM 2014
   Luiz  André Medeiros  │     5 de junho de 2015   │     14:58  │  4

             Lucas Santos Barbosa, AlagoasblogTrecho de redação de Lucas Santos Barbosa, de Alagoas. (Foto: Reprodução/Divulgação)

Desde o fim da Guerra Fria, em 1985, e a consolidação do modelo econômico capitalista, cresce no mundo o consumismo desenfreado. Entretanto, as consequências dessa modernidade atingem o ser humano de maneira direta e indireta: através da dependência por compras e impactos ambientais causados por esse ato. Nesse sentido, por serem frágeis e incapazes de diferenciar impulso de necessidade, as crianças tornaram-se um alvo fácil dos atos publicitários.

ANÁLISE DO PARÁGRAFO INTRODUTÓRIO:

1º PERÍODO: inicia a dissertação de forma ampla, conhecida no meio jornalístico como visão universalista, e, para isso, escolhe a argumentação histórica: apoia-se na Guerra Fria e na ideia firmada do capitalismo consolidado para justificar o crescimento do consumismo. Um detalhe importante é que o aluno cita o fim da Guerra Fria em 1985, destoando da concepção histórica que considera a queda do muro de Berlim em 1989 ou o fim da União Soviética em 1991. Muito provavelmente essa análise deve ter considerado o início das reformas de Gorbatchev com a glasnost e a perestroika.

2º PERÍODO: de forma abrangente, traz uma espécie de justificativa para as consequências desse ato de comprar e avança para definir a sua argumentação: O ATO DE COMPRAR TRAZ DEPENDÊNCIA E CAUSA IMPACTOS AMBIENTAIS.

Por ser uma questão de cunho global, as ações de propagandas infantis também são evidenciadas no Brasil. Embora a economia passe por um período de recessão, a vontade de consumir pouco mudou nos brasileiros. Com os jovens não é diferente, influenciados, muitas vezes, por paradigmas de inferioridade social impostos tanto pela mídia, quanto pela sociedade, além de geralmente serem desprovidos de uma educação de consumo, tornam-se adultos desorganizados financeiramente, ao passo que dão continuidade a esse ciclo vicioso.

ANÁLISE DO PARÁGRAFO: destacamos a estratégia interessante usada pelo aluno de começar o parágrafo com a visão global a respeito das propagandas voltadas ao público infantil, mas observe que ele não se detém a isso, pois o tema aborda BRASIL!!! EM SEGUIDA, traz a conjunção subordinativa concessiva –EMBORA- para dar apoio à argumentação que faz sobre a situação atual econômica do país e admite a ideia de que essa situação em nada influencia no ato de consumir. A partir daí, o aluno segue com a progressão do seu argumento e “prova” o porquê da escolha das teses muito bem selecionadas. Foi fantástica a ideia de ser um círculo vicioso!!!!!!

ATENÇÃO!forma correta de escrita da expressão é círculo vicioso. A expressão ciclo vicioso, embora muito utilizada pelos falantes, está errada. Um círculo vicioso é um processo no qual a situação inicial gera consequências que conduzem novamente ao estado inicial, não havendo alterações e desenvolvimentos. É muito utilizada com conotação negativa, para indicar algo que não avança, que não progride e que não se resolve.

Diante desse cenário, os prejuízos são sentidos também pela natureza, uma vez que o descarte de materiais gera poluição e mudança climática na Terra. No entanto, o Brasil carece de medidas capazes de intervir em ações publicitárias direcionadas àqueles que serão o futuro da nação, hoje, facilmente manipulados e influenciados por personagens infantis e pela modernização em que passam os produtos. Em outras palavras, é preciso consumir de maneira consciente desde a infância, para que se construam valores e responsabilidade durante o desenvolvimento do indivíduo.

ANÁLISE DO PARÁGRAFO: conforme citado na introdução, há a retomada para desenvolver, agora, a 2ª argumentação escolhida: os impactos ambientais causados pelo consumismo. Perceba que o candidato respeita a hierarquia existente no parágrafo introdutório. Acontece que o candidato abre mão da progressão e apenas efetua a justificativa! Atenção!! Deveria existir uma ênfase maior!!!!

Em seguida, inicia a apresentação das propostas de intervenção com um detalhe que faz a diferença: TODAS SÃO SEGUIDAS DE MUITA PROGRESSÃO, EXPLICAÇÃO, COM DEFESA DE PONTO DE VISTA. Ponto para as competências 3 e 5.

Dessa forma, sabe-se que coibir a propaganda voltada ao público infanto-juvenil não é a melhor medida para superar esse problema. Cabe aos pais, cobrarem ações do governo – criação de leis mais rigorosas – além de agirem diretamente na formação e educação de consumo dos filhos: impondo limites e dando noções financeiras ainda enquanto jovens. Ademais, as escolas têm papel fundamental nesse segmento. É imprescindível, também, utilizar a própria mídia para alertar sobre os problemas ambientais decorrentes do consumo em larga escala e incentivar o desenvolvimento sustentável.”

ANÁLISE DO ÚLTIMO PARÁGRAFO: começa com uma reafirmação de tema e defesa do ponto de vista. Na sequência, concentra as propostas em AGENTES MOBILIZADORES: pais, escolas ( como gancho e sustento da proposta anterior)  e mídia!!!!

ATENÇÃO! Quando pensamos na elaboração de propostas, precisamos entender que só consegue cumprir essa tarefa um sujeito agente e crítico, um leitor competente, quem sabe o que faz e por que faz. É importante também propor soluções que sejam possíveis de serem executadas e, além disso, é fundamental que os passos para sua execução sejam apresentados. Outro fator importante é ter em mente que os direitos humanos precisam ser respeitados sempre.

Por fim, ao elaborar as propostas de intervenção, procure fazer de forma clara e inovadora, com argumentos que se relacionam à tese e com propostas que sejam coerentes com ambas.

 

 

 

 

>Link  

COMENTÁRIOS
4

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Laura

    Caro professor Luiz André,
    O blog Saber em Debate era exatamente o que faltava para resolver todas as dúvidas relacionadas à prova de redação no Enem.
    O espaço é reservado a debates de temas atuais, análises minuciosas de textos com pontuação admirável, entre outros objetivos.
    À galera que vem tentado aprovação em universidades, aproveite este blog com a certeza de que terá outra visão dessa prova.
    Um abraco, Laura Acioli

    Reply
  2. replica cartier bracelet

    私は好奇心したあなたは今までにみなさ場合は、変更してくださいのページレイアウト構造ブログサイトを?その非常によく書かれ;私はyouveは言うようになったものが大好きです。しかし、多分あなたは少しより多くのコンテンツの方法で人々はそれで良い接続できるできるよう。 写真画像|または22|ホードは11持つためにテキストの非常に多くを得た。たぶん、あなたは宇宙、それをより良いだろうか?
    [url=http://www.asia-games.org/]replica cartier bracelet[/url]

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *