DE OLHO NA COMPETÊNCIA IV: COESÃO TEXTUAL
   Luiz  André Medeiros  │     17 de junho de 2015   │     17:25  │  3

Demonstrar conhecimento dos mecanismos linguísticos necessários para a construção da argumentação.

Há muito, ainda, a esclarecer sobre coesão textual, principalmente quando muitos não conseguem diferenciá-la de coerência. Pois bem, vamos “trocar em miúdos” estas duas competências que garantem o fundamento do seu texto:

A coerência refere-se à apresentação das ideias, estando essas de acordo com o gênero textual, com o conhecimento de mundo do leitor e com a própria lógica interna do texto.

Pode-se entender que texto coerente é aquele do qual é possível estabelecer sentido;

A coesão representa os recursos linguísticos responsáveis pelas ligações que se estabelecem entre os termos de uma frase, entre as orações de um período ou entre os parágrafos de um texto, de forma a torná-lo harmonicamente bem construído e agradáveltexto-01

Em nossas aulas, percebemos que, ainda que a coesão não seja algo tão difícil quanto a coerência, por exemplo, os alunos deixam de utilizar elementos coesivos em seus textos, muitas vezes, por esquecimento, por acharem que é um detalhe de menor importância, ou por falta de ampliação vocabular nesse sentido. E é justamente aí que surge a nossa GRANDE DICA! Mostraremos, hoje, portanto, que a COESÃO é ESSENCIAL para a boa qualidade do seu texto.

Em termos simples, você deve saber que a coesão é responsável pela “amarração”, “ligação” das suas ideias. Quando o aluno recebe a missão de produzir uma dissertação, por exemplo, tem que existir um DESENCADEAMENTO PROGRESSIVO das ideias, caso contrário o leitor não conseguirá entender o seu ponto de vista.

Dessa forma, podemos citar como exemplos de elementos coesivos: as conjunções, as substituições pronominais e de palavras, a omissão de palavras, a retomada de termos já expressos anteriormente na frase e referenciações de um modo geral. Todos esses elementos fazem com que o texto fique, de fato, “bem costurado” e com as ideias “bem amarradas”. É como se você fosse o “guarda de trânsito” do seu texto que vai mostrar ao leitor os caminhos que ele deve seguir a fim de compreender a sua produção.

É como se você estivesse ali presente dizendo a ele: “olha, vem por aqui agora… não, não, não é isso que você está pensando, é isso!”. Ou seja, utilizando de forma correta os elementos coesivos, você deixa o seu texto mais fluido e mais fácil de ser compreendido.

Por isso, entenda mais!  Haverá elementos coesivos nesta estrutura:

PARÁGRAFOS               PERÍODOS             ORAÇÕES  

Veja alguns exemplos que o Saber em Debate selecionou para deixar isso bem claro durante a sua produção.

REFERENCIAÇÃO: esse tipo de coesão ocorre quando determinado elemento textual se remete a outro, substituindo-o.

Entenda, hoje, o processo de coesão referencial endofórica, ao qual faz referência a algo dentro do texto.

SE LIGA!

A referência endofórica pode ser feita a algo mencionado anteriormente no texto – anáfora – ou a algo mencionado posteriormente – catáfora.

Analisemos os exemplos a seguir:

1) Não consegui passar o recado para seu pai, pois, quando eu voltei, ele já havia ido embora.  (“ele” -> termo anafórico, pois se refere a um elemento já mencionado no texto “pai”)

2) Lá estava ela, ali parada, minha amiga! (“ela” -> termo catafórico, porque é o elemento que faz referência a outro termo que ainda será mencionado no texto)

texto-02

Para finalizar, vocês perceberam que, nos primeiros parágrafos dessa matéria, nós destacamos algumas palavras e expressões? A nossa intenção com isso foi demonstrar a importância da coesão para o texto, pois imaginem se retirássemos esses elementos deste texto… sem dúvida alguma, ficaria mais difícil compreender o desencadeamento de ideias, e não seria possível, também, encontrar o “guarda” sinalizando os caminhos a serem percorridos.

Pensem nisso e tenham um olhar mais cuidadoso para a competência IV.

 

 

 

>Link  

COMENTÁRIOS
3

A área de comentários visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos e que que firam a ética e a moral não serão liberados.

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião do blogueiro.

  1. Marlúzia Leão

    Sr. Professor

    Logo no TÍTULO da PÁGINA – “DE OLHO NA COMPETÊNCIA IV” está faltando o – N – de COMPETÊNCIA. Veja se pode corrigir. Provavelmente o sr. não viu. Desculpe!!!
    Marlúzia

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *