Possíveis temas do ENEM
   Luiz  André Medeiros  │     31 de agosto de 2015   │     9:37  │  0

RICA-DE-MARRÉA mercantilização da imagem: vida real ou fantasia – as redes sociais ditam o que fazer

Na blogosfera da moda e do universo feminino, principalmente, o look do dia representava a naturalidade e espontaneidade de blogueiras e blogueiros que buscavam compartilhar com seus seguidores seu estilo, suas opiniões e impressões para que esses pudessem conhecê-los e neles inspirar-se. Hoje, hashtag look do dia passou de hobby de meninas e meninos na rede a atividade mercantil explorada pela mídia e pela indústria.

Explicamos: o look do dia baseado no estilo e vontade individuais perde a força em prejuízo daqueles modelos moldados e pré-definidos pelo mercado, que utiliza da visibilidade da hashtag para divulgação e comercialização de seus produtos prontos para consumo imediato. “O look de hoje é da loja X, confiram. #lookdodia”. A espontaneidade de estilo nunca esteve tão mercantil.

É indispensável destacar também o papel do blogueiro, hoje, como formador de opinião e modelo de consumo e de conduta para seus seguidores. Maria, do blog “B”, tem 500 mil seguidores; são meio milhão de pessoas que tem Maria como referência de consumo e comportamento no meio social. A grife “A”, que forneceu o look do dia de hoje da Maria, lucra direta e indiretamente com a divulgação e o desejo de consumo de seus produtos.

O capital humano atraído pelo look do dia é altíssimo. Quanto mais popular e influente o blogueiro ou a blogueira, mais empresas buscam associar sua marca a seu nome. O “post patrocinado” é o “boca a boca” moderno: em troca de determinado capital, o blogueiro deve mostrar a seus seguidores onde comprar o mesmo look que o veste tão bem. Assim, a propaganda é a alma do negócio, qual seja: o look do dia.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *