TEMA 10: A questão da fome
   Luiz  André Medeiros  │     1 de outubro de 2015   │     7:36  │  0

Tema 10

PROBLEMÁTICAS:

  • A complexidade da insegurança alimentar e da desnutrição são problemas a serem resolvidos coordenadamente entre os governos, com colaboração do setor privado e da sociedade civil.
  • Programas de erradicação da extrema pobreza, de agricultura familiar e redes de proteção e inclusão social são ações que retratam o experimento positivo dos países que lograram estar fora do mapa da fome.

VISÃO UNIVERSALISTA:

Falar da Revolução Verde na década de 70 e dos cuidados da ONU através da FAO. Destacar que a insegurança alimentar e a desnutrição são problemas complexos que devem ser resolvidos de maneira coordenada entre os governos em estreita colaboração com o setor privado e a sociedade civil,  aumentando a produtividade agrícola, o acesso à terra, os serviços, e a  tecnologia, além de medidas para promover  desenvolvimento rural e a proteção social dos mais vulneráveis. Desonerar gêneros alimentícios e desvincular alimentos das commodities negociadas em bolsa de valores.

INTRODUÇÃO:

O Brasil, junto a outros países em desenvolvimento, logrou um grande feito: está fora do mapa da fome, aponta relatório atualizado sobre segurança alimentar da Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura, tornando-se referência mundial no combate à fome. Isso se deve, principalmente, aos programas de erradicação da extrema pobreza, à agricultura familiar e as redes de proteção e inclusão social. Apesar de o quadro geral ser de significativa melhoria, há regiões que ainda enfrentam a fome: na África Subsaariana, uma em cada quatro pessoas continua com fome crônica; na Ásia, encontram-se a maioria dos famintos: 526 milhões de pessoas.

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO:

  • Aumentar a produtividade agrícola, o acesso à terra, aos serviços, às tecnologias e aos mercados.
  • Promoção de medidas para o desenvolvimento rural e a proteção social dos mais vulneráveis;.
  • Desonerar gêneros alimentícios.
  • Desvincular alimentos das commodities negociadas em bolsa de valores.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *