TEMA 11: A liberdade de expressão e o controle da mídia
   Luiz  André Medeiros  │     2 de outubro de 2015   │     7:40  │  0

Tema 11

PROBLEMÁTICAS:

  • O papel da mídia na sociedade enquanto produtora e difusora de informação e formadora de opinião talvez seja o mais importante mecanismo de controle de massas. Dada essa função social singular, a pluralidade e diversidade dos meios de comunicação são fundamentais para garantir o acesso à informação diversificado e pautado no exercício da liberdade de expressão.
  • O monopólio exercido por empresas é prejudicial à democracia. A multiplicidade de opiniões é necessária para subsidiar o indivíduo a livremente formar sua própria opinião.
  • A livre concorrência constitui garantia para o interesse público e para a democracia. As opiniões divergentes devem ser igualmente apresentadas de forma livre à sociedade, para que cada indivíduo tenha condições de formar uma opinião livre sem ser condicionado a uma só versão dos fatos e acontecimentos da realidade.

VISÃO UNIVERSALISTA:

Escola de Frankfurt – é o nome dado ao grupo de pensadores alemães do Instituto de Pesquisa Social de Frankfurt que teve como maiores expoentes Theodor Adorno e Max Horkheimer. Sua produção ficou conhecida como Teoria Crítica. A Escola concentrou seu interesse na análise da sociedade de massa, termo que busca caracterizar a sociedade atual, na qual o avanço tecnológico é colocado a serviço da reprodução da lógica capitalista, enfatizando o consumo e a diversão como formas de garantir o apaziguamento e a diluição dos problemas sociais.

INTRODUÇÃO:

A pluralidade e diversidade dos meios de comunicação garantem a multiplicidade de opiniões, o exercício da liberdade de expressão e o acesso à informação. O espaço midiático deve ser moldado para favorecer a livre concorrência entre as empresas, coibindo toda forma de monopólio. Caso contrário, a participação pública que efetiva a democracia fica comprometida e o interesse público é prejudicado em nome do controle exercido por poucas empresas.

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO:

  • Fiscalizar os meios de comunicação através de órgãos independentes.
  • Evitar o monopólio e controle exercido por poucas empresas e proibir a concessão de meios de comunicação a políticos e instituições religiosas.
  • Garantir a livre concorrência.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *