TEMA 30: A contribuição da prática esportiva para a construção social
   Luiz  André Medeiros  │     14 de outubro de 2015   │     19:57  │  0

Tema 30

PROBLEMÁTICAS:

  • A prática esportiva é benéfica tanto para o indivíduo quanto para a sociedade. Isso porque contribui diretamente para a formação e desenvolvimento físico e psíquico, é intimo da manutenção de hábitos saudáveis e promove a inclusão social.
  • O esporte cumpre sua função social quando ajuda a tirar meninos e meninas das ruas e introduzi-los a uma nova realidade, ajudando assim na prevenção e combate à violência e às drogas e, dessa forma, promovendo a segurança pública e a paz social.
  • A prática esportiva contribui diretamente no desenvolvimento das habilidades sociais e emocionais do indivíduo, que aprende a lidar com responsabilidade, disciplina e trabalho em equipe.

VISÃO UNIVERSALISTA:

Com o filósofo Descartes (1596 – 1650) a ciência viveu seu momento de expansão e descobertas, passando de uma noção de mundo espiritual para uma noção de mundo como uma “máquina perfeita”. Descartes acreditava na possibilidade de conhecer e de chegar a verdades absolutas a partir do uso da razão. Na busca de uma matemática universal ele argumentava pela progressão de termos superiores através da informação dos anteriores, como se tudo pudesse, de alguma forma, ser derivado de causas primeiras, isto é, “produzir efeitos pondo em ação causas adequadas”. Para Descartes, o Universo – aqui se inclui os seres vivos (sistemas vivos) – era como uma máquina.

INTRODUÇÃO:

A prática esportiva, além de ser benéfica para a manutenção de hábitos saudáveis, é muito importante para a construção de uma sociedade mais justa. O esporte tira meninos e meninas das ruas e os introduz a uma nova realidade, onde serão capazes de desenvolver suas habilidades sociais e emocionais, como responsabilidade, disciplina e trabalho em equipe. Dessa forma, cumpre sua função social ao combater a violência e as drogas e promover, dessa forma, a segurança pública e a paz social.

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO:

  • Investimento – por parte do Estado e de instituições privadas – em locais para a prática de esporte, principalmente em áreas onde há maior concentração de jovens.
  • Adotar a prática esportiva em escolas, empresas e comunidades como forma de melhorar a convivência em sociedade e promover a paz social.
  • O professor, tendo consciência da ferramenta valiosa que possui em suas mãos (o esporte), deve aprofundar o desenvolvimento de atitudes afetivas e coletivas, fazendo com que seus alunos (não importando a raça, o credo, o gênero) reconheçam e respeitem sem discriminação, as características pessoais, físicas, sexuais e sociais do próximo. Devemos pensar numa prática pedagógica que minimize a exclusão; em outros termos, uma prática que negue as desigualdades que acabam inviabilizando o trabalho do professor com seus alunos.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *