TEMA 41: A questão das epidemias no mundo globalizado
   Luiz  André Medeiros  │     19 de outubro de 2015   │     7:46  │  0

Tema 41

PROBLEMÁTICAS:

  • Uma epidemia se caracteriza pela ocorrência de determinada doença numa proporção superior à esperada, calculada. Na história, diversas epidemias chegaram a quase devastar populações inteiras devido à falta de conhecimento das causas das doenças e, em decorrência disso, a impossibilidade de realizar um trabalho de prevenção.
  • No mundo globalizado, o acesso às tecnologias e à informação permite a identificação das causas e dos métodos de prevenção, facilitando assim o controle do desenvolvimento das doenças.
  • Uma característica do mundo globalizado é a facilidade de circulação de pessoas por diversas nações através, principalmente, do trânsito aéreo. Isso facilita que uma doença transmissível e infecciosa se espalhe rapidamente pelas regiões do globo, causando um surto epidêmico. Pode, inclusive, caracterizar uma pandemia, quando a doença se espalha por uma área geograficamente vasta.

VISÃO UNIVERSALISTA:

O uso do termo globalização se tornou frequente a partir de meados da década de 1980. Designa um fenômeno de cunho capitalista que consiste em um aprofundamento das relações e integração do espaço geográfico mundial, nos âmbitos político, econômico, social e cultural. O processo da globalização permitiu que diferentes países interagissem entre eles, rompendo de certa forma as fronteiras nacionais e promovendo, desse modo, a expansão financeira e cultural que até então se encontrava restrita ao campo interno de cada país. Ao mesmo tempo em que a globalização é vantajosa – a exemplo do progresso do desenvolvimento tecnológico, do aumento das trocas comerciais internacionais e da facilidade de comunicação e transporte entre diferentes países –, ela também trouxe consigo algumas implicações negativas.

INTRODUÇÃO:

A análise da história permite constatar a devastação de grandes populações em decorrência de epidemias. Como, antigamente, não se conheciam as causas das doenças que causavam mortes em larga escala, era impossível realizar um trabalho preventivo. Hoje, no mundo globalizado, o acesso à tecnologia e à informação permite um maior controle do desenvolvimento das doenças. Contudo, a facilidade de trânsito intercontinental trazida pela globalização permite que uma doença transmissível e infecciosa se espalhe rapidamente por diversas regiões, sendo necessário encontrar meios eficazes de controlar, prevenir e combater essas doenças.

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO:

  • Identificar as causas de doenças que evoluem em grande escala, para fins de realização de trabalho preventivo e alerta à população.
  • Fiscalizar, pelo centro de controle de doenças, os portos e aeroportos quando da ocorrência de epidemias, alertando às pessoas acerca da prevenção da doença e conduzindo-as, quando necessário à segurança de outras pessoas, a espaço isolado, respeitando sua dignidade.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *