TEMA 49: A cultura da selfie
   Luiz  André Medeiros  │     22 de outubro de 2015   │     7:51  │  0

Tema 49

PROBLEMÁTICAS:

  • Selfie é um neologismo e significa autorretrato. Remete a palavra “self”, do inglês “eu”. A cultura do selfie se dá numa sociedade imersa na cultura do “eu” como máxima instituição social.
  • A palavra selfie tornou-se uma das mais usadas na internet nos últimos dois anos e, hoje, faz parte do cotidiano da humanidade. Diariamente, pessoas no mundo inteiro compartilham autorretratos nas mídias sociais contando onde estavam, com quem estavam, o que faziam. “A cultura do selfie representa uma busca individual na construção de um sujeito coletivo”.
  • A cultura do selfie se reflete na forma de registro e compartilhamento de acontecimentos na atualidade. Isto é, um selfie transforma eventos coletivos em individuais. O registro do dia das mães ou do aniversário do melhor amigo, que deveria ser guardado na memória, fica registrado nas mídias sociais num selfie exibido nos perfis individuais de cada um, exaltando a cultura do “eu”.
    • O fenômeno da cultura do selfie vem sendo estudado por especialistas das mais diversas áreas. Algumas análises médicas afirmam que selfies frequentes podem ser responsáveis por desencadear uma percepção de dependência social de pessoas narcisistas ou de baixíssima autoestima.

VISÃO UNIVERSALISTA

O registro de momentos por meio da imagem sempre fez parte do cotidiano da humanidade, vide as pinturas rupestres deixadas pelos homens das cavernas. No entanto, a antropóloga rio-pretense sinaliza que tais registros não tinham relação com o coletivo. Quando um homem da caverna retratava uma cena de caçada em uma pintura, aquilo era uma forma de preparo psicológico para mais uma caçada ou para agradecer e perpetuar uma caçada bem-sucedida, se no campo das artes o autorretrato era comum, Picasso, Van Gogh e Frida Kahlo são os primeiros selfiers.

INTRODUÇÃO:

Registrar eventos e acontecimentos por meio de imagens sempre foi algo presente no dia a dia da humanidade. No contexto social atual, o selfie retrata o registro individual de acontecimentos coletivos, exaltando o “eu” como máxima instituição social. Incorporado à cultura global, o fenômeno selfie tem sido estudado por especialistas das mais diversas áreas. Afinal, até que ponto o selfie representa forma saudável de interação social?

HIPÓTESES DE SOLUÇÃO:

    • Promover, nas escolas e oficinas, atividades de interação interpessoal a serem registradas por formas que não o selfie, considerando que estes são mais compartilhados pelo público jovem.
    • Divulgar nas mídias sociais os estudos e percepções relacionadas à cultura do selfie para que um público maior esteja consciente da realidade do fenômeno social ao qual diretamente está imerso.

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *