ANÁLISE DA REDAÇÃO – UNCISAL
   Luiz  André Medeiros  │     10 de dezembro de 2015   │     22:29  │  0

Novas Turmas 2016 (2)

          Mais uma vez retomamos nossas postagens com um conteúdo de bastante relevância para aqueles que buscam melhorar a qualidade de sua produção textual para o vestibular da UNCISAL. Nessa postagem seguiremos novamente a linha de correção utilizada pela banca avaliadora, além de abordamos um tema bastante pertinente para esse vestibular.

TEMA: O JEITINHO BRASILEIRO E A PRÁTICA DA CORRUPÇÃO

CORREÇÃO ESPECÍFICA PARA A UNCISAL

Veja as análises no texto abaixo:

Redação

9.4.1 A Prova de Redação, com limite mínimo de 20 (vinte) e limite máximo de 30 (trinta) linhas considerando letra de tamanho regular, será avaliada a partir dos seguintes critérios:

Estrutura e organização gráfica – Colocação de parágrafos e de margens, sequência lógica, estrutura do parágrafo: 0 a 3 pontos. NOTA OBTIDA: 2,6

          No texto dissertativo-argumentativo, os parágrafos devem estar todos relacionados com a tese ou ideia principal  do texto, apresentada na introdução.

          Quanto à estrutura do texto analisado, percebe-se que o 1º parágrafo cumpre as exigências da estrutura introdutória, bem como o último que encerra a produção. O aluno faz uma divisão muito em elaborada, com três períodos:

1º: Aplica um conceito de outra área específica para preparar o leitor para a apresentação do tema, ou reafirmação da tese.

2º: Na sequência, há, de forma muito clara, uma forte presença do tema. Essa estratégia utilizada nesse período é muito interessante, porque demonstra para o corretor que houve entendimento da proposta embutida no tema.

3º: Já nesse período, há a apresentação dos argumentos selecionados.

          Apesar de estratégias bem consolidadas, o texto apresenta falhas quanto à proporcionalidade dos períodos: um grave descuido que NÃO PODE ACONTECER NO VESTIBULAR DA UNCISAL.

A estrutura do parágrafo é essencial para a pontuação nesse critério avaliativo.

Conteúdo – Tratamento do tema de forma pessoal: 0 a 4. NOTA OBTIDA: 3,6

          Verifica-se claramente a defesa de um ponto de vista – especialmente no que tange à visão do homem em defender, apenas, seus interesses, respaldando, de forma consequente, na prática da corrupção.

          Com base na estruturação padrão dissertativo, o desenvolvimento das ideias cumpre o percurso de proposição e de argumentação de uma tese. Além disso, o texto atende à temática solicitada de maneira consistente, segura e com marcas de um repertório sociocultural produtivo:

  • Visão iluminista;
  • Respaldo sociológico: Capital social de Robert Putnam;
  • Marcas históricas: trajetória advinda da colonização brasileira;
  • Exemplos atuais e contextualizados com excelente progressão argumentativa l. 20-26

          Defende a existência do processo de democratização com o intuito de viabilizar a vigência de um cenário propulsor do progresso socioeconômico. As informações estão bem hierarquizadas, organizadas, interpretadas e em diálogo com o projeto – leia-se introdução – do aluno.

          O texto apresenta evidentes marcas de autoria devido ao recorte temático que orienta a seleção de argumentos plausíveis e pertinentes à discussão desenvolvida, como observado, de forma brilhante, linhas 14 a 19 (perfeito).

Expressão (correção da linguagem) – Norma culta gramatical vigente no país. Ortografia, acentuação, concordância, pontuação e regência: 0 a 3. NOTA OBTIDA: 1,9

          Percebe-se, na linha 9, o uso desnecessário do ponto e vírgula, uma vez que a intenção seria o isolamento, de caráter explicativo, do vocábulo menores. Além disso, a linha 18 traz uma ocorrência de ausência de acento grave, sem reincidentes.

          Quanto à ortografia, há deslizes nas palavras bem estar (bem-estar) l. 19 e carater (caráter) l. 30 – sem o acento gráfico garantidor da classificação paroxítona.

O ALUNO TIROU: 8,1 x 12 = 16

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *