Texto do Aluno Redação em Debate (16) com espelho Saber em Debate
   Luiz  André Medeiros  │     10 de maio de 2016   │     13:01  │  0

          Cada nova correção deixa claro que o Projeto Saber em Debate caminha na direção certa para a aprovação de seus alunos. Estamos no mês de maio, próximo ao meio do ano letivo, e já são diversos os exemplos de alunos que estão produzindo textos com excelência e, além disso, em tempo hábil para os vestibulares, algo de extrema importância em uma prova tão competitiva. Confira agora mais uma produção de nossos alunos, e com uma novidade: o espelho de correção que está sempre presente em nossas correções dos simulados.

O homossexualismo e a continuidade da vulnerabilidade social André

Redação da aluna Maria Júlia Plech Guimarães:

          A conquista de direitos é um processo histórico de lutas, segundo Thomas Marshall. Porém, no tocante à homossexualidade, o mundo ainda é bastante retrógrado. As pessoas que não se submetem às orientações sexuais consideradas normais pelos padrões dominantes são totalmente excluídas, julgadas e agredidas verbal e fisicamente e veem suas diferenças constarem-se como reais desigualdades. Na tentativa de mudar tal realidade, é viável o aumento da militância contra qualquer tipo de prática de cunho preconceituoso. Além disso, faz-se necessário que homossexuais sejam devidamente respeitados em suas instituições de ensino, na tentativa de diminuir a evasão escolar daqueles que têm seu direito fundamental à educação, violado.

          De acordo com pesquisas do GGB (Grupo Gay da Bahia), em 2013 foram contabilizados 312 assassinatos, mortes e suicídios de vítimas da homofobia e transfobia. Tais números apontam que apesar do mundo ter evoluído no respeito às lésbicas, gays e transexuais, o número de conservadores que abominam tal processo ainda é muito grande.

          Essa realidade é pior quando recai sobre situações concretas, como a explicitação de uma relação entre gays em público. Testemunhos prestados por alguns casais homoafetivos, denunciam a hipocrisia vigente no mundo, desempenhada por muitos indivíduos que se dizem racionais em relação ao homossexualismo, mas repudiam casais do mesmo sexo que trocam carícias em locais populares, e muitas vezes chegam até agredi-los verbal e fisicamente.

          As dificuldades enfrentadas por pessoas que têm opções sexuais anormais pelos padrões estabelecidos pela sociedade, são ainda piores no âmbito escolar. Apesar de muitos pais, por exemplo, alegarem-se livres de preconceitos, negam-se a aceitar que seus filhos convivam com crianças e adolescentes homossexuais, o que explicita a hipocrisia também nas escolas e culmina na altíssima evasão escolar de jovens LGBTs.

          Assim, são essenciais algumas mudanças por parte do governo e no âmbito familiar. O Estado deve intensificar as medidas de proteção a homossexuais, por meio da criação de novas leis que favoreçam esse grupo, além da construção de delegacias devidamente destinadas a atender casais que sofrem qualquer tipo de discriminação, visto que no Brasil só existem dois estados: São Paulo e Paraíba. Cabe às famílias, por sua vez, educarem-se para aceitar que as escolhas de cada indivíduo não o fazem melhores ou piores e, portanto, não devem ser excluídos de qualquer relação social, mas sim respeitados e admirados por sua coragem de se assumirem perante a uma sociedade tão excludente e discriminatória.

WhatsApp-Image-20160509 (7)

SABER EM DEBATE E O ESPELHO DA REDAÇÃO DE MARIA JÚLIA PLECH:

COMP. I – 180

O aluno demostra excelente domínio quanto ao nível formal da Língua Portuguesa. Há, apenas, três deslizes:

linha 11, erro de ortografia;

linha 17, ausência de vírgulas para isolar o termo muitas vezes;

linha 29, ausência de vírgula diante do isolamento do coesivo.

COMP. II – 200

O texto obedece à proposta de dissertação-argumentativa em prosa, os parágrafos apresentados são proporcionais e seguem o que foi disposto na introdução.

O aluno apresenta um texto respaldado na visão universalista– com ênfase na com persistência filosófica-; em seguida, amplia os argumentos embasados em pesquisas recentes: perceba que não há citações diretas, e sim indiretas seguidas de defesa de ponto de vista.

A AUSÊNCIA DE PLEONASMO ARGUMENTATIVO FOI FUNDAMENTAL PARA POTENCIALIZAR O PRESTÍGIO DE ALCANÇAR O NÍVEL 5.

COMP. III – 200

É traçada uma ideia argumentativa na introdução textual, a qual é ampliada nos parágrafos de desenvolvimento. As informações estão bem hierarquizadas, organizadas, interpretadas e em diálogo com o projeto de texto do candidato.

COMP. IV – 200

Trata-se de texto com excelente articulação das ideias apresentadas, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos. Apresenta um repertório diversificado de recursos coesivos, utilizado com ótimo domínio. Faz uso de elementos de ligação entre os parágrafos.
 

 

COMP. V – 200

A atribuição da nota 5 deve-se ao fato de que o candidato apresenta proposta muito bem elaborada e detalhada em relação à argumentação desenvolvida. Os agentes mobilizadores são evidenciados, bem como cada proposta é seguida de uma riqueza de detalhamento.

 

Nota da aluna:

111

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *