Saber em Debate e a Competência I – 2ª Aula
   Luiz  André Medeiros  │     3 de agosto de 2016   │     12:38  │  0

Laura - Saber em Debate revisão 2 andré

PARALELISMO SINTÁTICO: ocorre paralelismo sintático quando a estrutura de termos coordenados entre si é idêntica.

Esclarecendo: termos coordenados entre si são aqueles que desempenham a mesma função sintática dentro do período. Podem aparecer expressões nominais ou orações coordenadas em uma frase.

 Propaganda Revisão fim do ano - Aluno nota 1000 andré

Vejamos os  exemplos:

Ela vende balas e biscoitos.

  • Os termos coordenados são: “balas” e “biscoitos”. Veja que esses termos estão unidos pela conjunção “e” e apresentam a mesma função sintática na sentença: ambos são objetos do verbo “vender”.

         O paralelismo sintático encontra-se na semelhança dos termos coordenados: veja que tanto a palavra “balas” quanto a palavra “biscoitos” são expressões nominais simples, ou seja, elas se apresentam, na sentença, em uma estrutura sintática idêntica.

Ela pensou na carreira, isto é, no futuro.

  • Os termos coordenados são: “na carreira” e “no futuro”. Veja que esses termos estão separados pela expressão “isto é” e apresentam a mesma função sintática: ambos são complemento do verbo “pensar”,  que rege a preposição “em”(“pensar em algo”).

          O paralelismo sintático encontra-se na semelhança dos termos coordenados: veja que tanto a expressão “na carreira” quanto a expressão “no futuro” são formadas pela preposição “em” mais um substantivo, ou seja, elas se apresentam, na sentença, em uma estrutura sintática idêntica.

 

Eu li todos os livros, mas não entendi tudo. 

  • Os termos coordenados são: “Eu li todos os livros” e “não entendi tudo”. Veja que esses termos são duas orações unidas pela conjunção “mas”.

          O paralelismo sintático encontra-se na semelhança das orações coordenadas: ambas apresentam estruturas sintáticas equivalentes, e os verbos estão flexionados adequadamente.

 

Prefiro um grupo de estudos pequeno a uma turma de cursinho lotada.

  • Os termos coordenados são: “um grupo de estudos pequeno” e “uma turma de cursinho lotada”. Veja que esses termos são separados pela preposição “a” e apresentam a mesma função sintática: são complementos do verbo “preferir” (“preferir isso a aquilo”).

         O paralelismo sintático encontra-se na semelhança dos termos coordenados: veja que tanto a expressão “um grupo de estudos pequeno” quanto a expressão “uma turma de cursinho lotada” são estruturas que têm como núcleo um substantivo, ou seja, apresentam uma estrutura sintática idêntica.

 

Agora veja:

Prefiro estudar em casa a aulas particulares.  

  • Da mesma forma como na frase anterior, temos dois termos coordenados entre si: “estudar em casa” e “aulas particulares”. Veja que esses termos também são separados pela preposição “a” e desempenham a mesma função sintática de complementos do verbo “preferir”.
  • Nessa frase, porém, temos um problema de paralelismo sintático: veja que a primeira expressão estrutura-se em forma de oração reduzida “estudar”, já a segunda expressão é um termo nominal, isto é, tem como núcleo um nome: “aulas particulares” = núcleo: “aulas”. Essa diferença de estrutura sintática determina o problema de paralelismo.

 

Para finalizar, vejamos um texto retirado da Wikipédia

PARALELISMO

         O que se denomina paralelismo sintático é um encadeamento de funções sintáticas idênticas ou um encadeamento de orações de valores sintáticos iguais. Orações que se apresentam com a mesma estrutura sintática externa, ao ligarem-se umas às outras em processo no qual não se permite estabelecer maior relevância de uma sobre a outra, criam um processo de ligação por coordenação. Diz-se que estão formando um paralelismo sintático.

 

Paralelismos frequentes

e; sem

Ele conseguiu transformar-se no Ministro das Relações Exteriores e no homem forte do governo.

Não adianta invadir a Bolívia sem romper o contrato do gás.

não só… mas também

O projeto ‘não só será apreciado, como também será aprovado.

mas

Não estou descontente com seu desempenho, mas sim com sua arrogância.

ou

O governo ou se torna racional ou se destrói de vez. ” Maria Rita, ou seja amiga dos alunos ou perca o emprego.”

tanto… quanto

Estávamos questionando tanto seu modo de ver os problemas quanto sua forma de solucioná-los.

isto é, ou seja

Você deveria estar preocupado com seu futuro, isto é, com sua sobrevivência.

ora…ora

Ora a desejava, ora a ignorava .

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *