Texto do Aluno Redação em Debate – 2017
   Luiz  André Medeiros  │     11 de março de 2017   │     11:41  │  0

Reiniciamos hoje, nessa manhã de sábado, a série de postagens mostrando alguns  de nossos alunos que se destacaram nas produções semanais do Projeto Redação em Debate. Confira a seguir a produção da aluna Mariana Medeiros:

A cidadania como geradora de políticas públicas no Brasil

Redação da aluna Mariana Medeiros:

          Em coadunação com à ideia de Capital Social, criada pelo sociólogo Robert Putnam, a participação cidadã é diretamente ligada à resolução dos problemas sociais. Tendo isso em vista, é inegável a importância do envolvimento popular nas decisões estatais, além dos momentos de eleição, para que haja criação de novos direitos e validação dos preexistentes. Todavia, no Brasil, o exercício da cidadania é prejudicado, sobretudo, pela falta de conhecimento acerca dos mecanismos para tal feito, assim como pela insatisfação e escassa confiança na efetividade do Estado.

          Dessa forma, tendo em vista a teoria de Zygmund Bauman, a construção da cidadania é um processo árduo e contínuo que demanda, obviamente, a participação popular. No entanto, às custas do decadente sistema educacional e da poderosa alienação exercida pelo veículos midiáticos, o povo brasileiro desconhece as ferramentas que possui para participar ativamente das decisões nacionais e manifestar suas opiniões acerca da situação social do país – através de manifestações populares, plebiscitos, referendos e iniciativas populares – o que é um dos motivos para a negligência da participação social.

          Para mais, a falta de confiança nas instituições sociais, acompanhada da aceitação e banalização das injustiças são, sob a óptica de Hannah Arendt, responsáveis pela ilusória crença em heróis sociais. Dessa maneira, tal situação contribui ainda mais para intensificar o estado de letargia social brasileiro e, consequentemente, decair o desenvolvimento da sociedade, tendo em vista que o crescimento de uma nação está intimamente ligado à capacidade de compreensão político-social da população que nela vive e, acima de tudo, contribuição cidadã de cada um neste processo.

          Logo, é de inegável importância o massivo investimento estatal em educação, por meio de atividades educativas que fomentem o debate político e esclareçam os direitos e deveres de um cidadão, para que, assim, essa noção de cidadania como exercício, e não como condição, seja incutida no intelecto popular desde cedo. Ademais, o processo de informação popular deve ser feito por intermédio de meios de comunicação acessíveis a todos – através de comerciais televisivos e plataformas online – e com linguagem interessante e clara, tendo como objetivo tornar o povo brasileiro apto a decidir, de forma sensata, aquilo que lhe é pertinente.

WhatsApp Image 2017-03-11 at 09.44.59

Nota da aluna: 980 pontos

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *