Monthly Archives: junho 2017

Saber em Debate e o Espelho da Redação – Aluna Jordanna Daynne Vieira
   Luiz  André Medeiros  │     1 de junho de 2017   │     0:22  │  2

Nessa quinta-feira, trazemos para vocês, acompanhantes do nosso blog, mais um espelho de redação de uma de nossas alunas do Projeto Redação em Debate. Elegemos, semanalmente, os melhores textos para a divulgação, a fim de mostrar para nossos alunos as melhores maneiras de produzir suas redações, além de promover uma maior dedicação diária na produção desses textos. Confira agora a redação de nossa querida aluna Jordanna Daynne:

ALUNA: JORDANNA DAYNNE VIEIRA

 

A urbanização acelerada e os hábitos da vida moderna influenciaram uma transição nutricional. Nesse contexto, prevaleceu a solidificação da má alimentação e o aumento da obesidade em públicos mais vulneráveis, como o infantil. Percebe-se, assim, a necessidade de frear a força da alienação midiática e a promoção de uma pressão social mais efetiva.

 O filósofo francês Jean Baudrillard afirma que o consumo atual não é exercido como direito ou prazer, mas como um dever do cidadão. Sob o aspecto da obesidade infantil, isso é ratificado ao observar a pressão midiática para o consumo de determinados produtos super calóricos e potencializadores de problemas de saúde. A criança, ao ser bombardeada por propagandas coloridas e animadas, sobrepõe sua real necessidade pelo status e pelos atrativos audiovisuais dos alimentos expostos pela mídia, o que faz agravar essa situação alarmante- número extraordinário de infantes acima do peso e, consequentemente, com uma tendência a doenças como hipertensão e diabetes, além de afetar a aparência e a autoestima deles.

Nessa mesma linha de raciocínio, o corpo social permanece muito inerte diante da problemática do sobrepeso infantil, o que condiciona à falta de ações capazes de frear o seu avanço. Essa passividade é, em partes, determinada pelo caráter ideológico agregado à obesidade, no qual acredita-se que esse problema é de ordem individual, sem observar as consequências no âmbito geral da sociedade, como a queda da qualidade de vida e gastos públicos com saúde. O “Capital Social” do pensador Robert David Putnam é importante para vislumbrar medidas solucionadoras, pois ressalta a relação inversa entre participação ativa e problemas sociais.

É imprescindível, portanto, que o Estado desenvolva ações pertinentes a regulamentação das propagandas infantis, por meio da proibição de comerciais que ressaltem alimentos calóricos, a fim de frear a manipulação das crianças. Ademais, a sociedade deve pressionar as instituições, como a escola, a comercializar produtos saudáveis de origem orgânica em suas lanchonetes, com o fito de modificar os hábitos alimentares e diminuir os índices de obesidade.

 

COMPETÊNCIA 1: A aluna demonstra excelente domínio da norma culta. O texto é apresentado sem inadequações gramaticais. As orações estão pontuadas de forma adequada, o que facilita, inclusive, o processo coesivo do texto.

COMPETÊNCIA 2: Constata-se uma progressão textual fluente e um bom domínio do padrão dissertativo-argumentativo, desenvolvendo a temática solicitada com proposição, argumentação e conclusão das ideias. Outro ponto positivo que levou à nota máxima nessa competência foi o repertório sociocultural bastante produtivo.

COMPETÊNCIA 3: As informações estão bem hierarquizadas, organizadas, interpretadas e em diálogo com o projeto de texto do candidato. A nota 200 é atribuída ao processo de contextualização que dá por conta de informações atualizadas e de visões universalistas de cunho social. Além de defender a ideia de que o problema da obesidade em crianças se dá por dois motivos: a pressão da mídia com propagandas que encantam os pequenos e a questão do próprio corpo social que ainda não se atentou para a gravidade desse problema.

COMPETÊNCIA 4: Trata-se de texto com excelente articulação das ideias apresentadas, sem inadequações na utilização dos recursos coesivos. Apresenta um repertório diversificado de recursos coesivos, utilizado com ótimo domínio. Faz uso de elementos de ligação entre os parágrafos, como os conectores das linhas 3, 11 e 22.

COMPETÊNCIA 5: A atribuição da nota 5 deve-se ao fato de que o candidato apresenta proposta muito bem elaborada e detalhada em relação à argumentação desenvolvida. Além disso, apresenta agentes mobilizadores diversificados e um excelente detalhamento.

 

>Link