Monthly Archives: julho 2017

Redação da Aluna Saber em Debate e o Espelho de Correção
   Luiz  André Medeiros  │     27 de julho de 2017   │     18:45  │  0

Retornamos com mais uma postagem em nosso blog, nessa quinta-feira, trazendo a redação da aluna Vívian Lucena e mais uma exclusividade do curso presencial Redação em Debate: O espelho de correção, avaliando minunciosamente o texto de nossa aluna. Confiram mais essa ótima produção a seguir:

REDAÇÃO DA ALUNA VÍVIAN LUCENA

A organização social é caracterizada pela interação eficiente do Estado com as instituições socioeconômicas, educacionais e políticas. Não obstante, caso haja uma deturpação em algum setor, todo o conjunto se desestabiliza, e é dessa forma que o Brasil é gerido.  Assim, desenvolve no país um método hereditário, excludente e desumanizado, dotado de ineficiência da sociabilidade e obsoleto mecanismo urbano que intensifica a nefasta posição de retrocesso desenvolvimento.

Nesse incongruente contexto, é nítido observar que tais aspectos degradantes são reflexos do antigo método urbano brasileiro – desde a República Velha, durante a presidência de Rodrigo Alves, na remodelação do Rio de Janeiro, que demoliu os cortiços e marginalizou as camadas pobres em prol do embelezamento das cidades.  Sob esta óptica, o convívio harmônico e antidiscriminatório torna-se utópico, visto que há métodos separatistas para a integração unitária das pessoas e origina uma desorganização generalizada e catastrófica, denominada pelo sociólogo Émile Durkeim como “ Estado anômico”.

Por outro lado, vale ressaltar que a urbanização das cidades brasileiras é incompatível com a circulação segura das pessoas, pois a largura das ruas e das calçadas interrompe o livre trânsito dos pedestres, graças à desestrutura e à ineficácia engenheira. Além disso, não há uma prosperidade estatal para um sistema urbano de qualidade, nem tampouco pesquisas dos reflexos de melhoria de eventos internacionais que alavancaram os países, como, por exemplo, a Comuna de Paris, que restaurou uma perspectiva favorável na França.

Por tudo isso, a disponibilidade dos espaços de convívio é fundamental para a interação social, com a construção de praças e parques públicos gerenciados com uma gestão eficaz pelo Estado, para tornar o lugar mais atrativo e sociável para todos. Ademais, são importantes ações escolares que visem à empatia e à preservação dos espaços públicos para conservar a estrutura, bem como políticas públicas de revitalização do círculo urbano, com o intuito de assegurar os direitos de um local digno de  viver.

ESPELHO DE CORREÇÃO DA ALUNA VÍVIAN LUCENA

 

  • COMPETÊNCIA I = 160 PONTOS

A redação evidencia bom domínio da modalidade escrita formal da língua portuguesa, há poucos desvios gramaticais, tais como ausência do sinal indicativo da crase no desenvolvimento (“…graças à desestrutura e à ineficácia engenheira”) e também no parágrafo conclusivo ( …ações escolares que visem à empatia e à preservação dos espaços públicos). A competência é avaliada com 160 pontos, não podendo ser avaliada no nível 5 por apresentar mais de um desvio gramatical.

  • COMPETÊNCIA II = 200 PONTOS

A produção textual deve ser avaliado com 200 pontos, em razão da argumentação consistente em torno da temática sobre a humanização dos espaços urbanos para o benefício para um convívio social. Além disso, caracteriza-se pelo excelente domínio do tipo dissertativo-argumentativo, com proposição, argumentação e conclusão. Desenvolve um ótimo domínio argumentativo, a partir de um repertório sociocultural produtivo ( o uso do argumento histórico ao mencionar a República Velha com a presidência de Rodrigo Alves e dar foco ao estudo sociológico de Émile). Por apresentar aspectos de repertório sociocultural produtivo, não pode ser avaliada no nível 4.

  • COMPETÊNCIA III = 200 PONTOS

Em defesa do ponto de vista ao criticar que o desenvolvimento de um método hereditário, excludente e desumanizado, “dotado de ineficência da sociabilidade e obsoleto mecanismo urbano” intensifica a nefasta posição do retrocesso desenvolvimentista. A redação apresenta informações, fatos e opiniões diversificados, tais como o argumento histórico ao mencionar a República Velha quando “houve a remodelação do Rio de Janeiro que demoliu os cortiços e marginalizou as camadas pobres em prol do embelezamento da cidade”. Logo após, de modo consistente, defende bem, configurando autoria ao ressaltar informações sobre a incompatibilidade entre a urbanização das cidades brasileiras com a circulação segura das pessoas, pois a largura das ruas e das calçadas interrompe o livre trânsito dos pedestres. Essas ideias se apresentam muito bem organizadas e hierarquizadas, o que promove a consistência da argumentação e explicita a autoria no texto, não permitindo a avaliação do texto no nível 4.

  • COMPETÊNCIA IV = 180 PONTOS

A produção textual se enquadra com 180 pontos porque não apresenta problemas na articulação tanto no que se refere à expressão das ideias que compõem cada parágrafo quanto na sequenciação de tais parágrafos. Além de estruturar-se de forma adequada, o texto apresenta repertório diversificado de recursos coesivos, como de sequenciação ( “Sob esta ótica”, no 2º parágrafo; “Além disso”, 3º parágrafo), dentre outros. Porém, é pertinente evitar elemento coesivo sequencial no ínicio do primeiro parágrafo do primeiro desenvolvimento, “Nesse inconcruente contexto”.

  • COMPETÊNCIA V = 200 PONTOS

A redação enquadra-se no nível 5, porque a proposta de intervenção é relacionada ao tema, muito bem elaborada, detalhada e articulada à discussão desenvolvida no texto, descartando-se, assim, a atribuição do nível 4. Há menção dos agentes ( Estado e as ações escolares) e descrição das ações que esses agentes devem executar, respectivamente (construção de praças e parques públicos em tornar os lugares mais atrativos e sociáveis e a conservação da estrutura dos espaços urbanos, bem como políticas públicas de revitalização do círculo urbano).

>Link  

Tema da Semana – O Desafio de Amar nas Relações Atuais
   Luiz  André Medeiros  │     24 de julho de 2017   │     19:48  │  0

O Projeto Redação em Debate disponibiliza, nessa segunda-feira, mais uma temática de extrema relevância para quem deseja fazer uma boa redação com temas sociais, como é o caso da nossa Uncisal, aqui em Alagoas. Confira abaixo mais um texto que compõe parte do material de nosso curso presencial:

Tese Principal

Na óptica de Zygmunt Bauman, nossa sociedade vive o fenômeno da “multidão solitária” em que as pessoas convivem lado a lado, mas dificilmente aprofundam contatos, o que torna cada vez mais raro o relacionamento genuíno entre dois indivíduos – as pessoas se tornam coisas que podem ser adquiridas, consumidas e descartadas ao gosto do usuário, trocando-o por outro que aparentemente se demonstre como mais “interessante” no momento.

Visões Universalistas

Argumento Sociológico

Ser livre pressupõe uma responsabilidade difícil de suportar perante a opressão de nossa líquida vida social, cada vez mais diluída na ausência de uma autêntica compreensão e valorização do “outro”, que é sempre imputado como o estranho, jamais um potencial indivíduo capaz de interação. As parcerias… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)
Entendimento do Saber em Debate – O interlocutor se torna uma mera imagem sensual a ser consumida e ejetada sem maiores delongas do círculo de contatos e do próprio âmbito da percepção pessoal. Pessoas retraídas se tornam poderosamente sedutoras através da mediação eletrônica, conseguindo extravasar as disposições sensuais que permaneceriam recalcadas em circunstâncias concretas. A assepsia das relações virtuais e a descartabilidade do que Bauman denomina como… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Argumento Filosófico

É um mundo de incertezas, cada um por si. Temos relacionamentos instáveis, pois as relações humanas estão cada vez mais flexíveis. Acostumados com o mundo virtual e com a facilidade de “desconectar-se”, as pessoas não conseguem manter um relacionamento de longo prazo. É um amor criado pela sociedade atual (modernidade líquida) para tirar-lhes a responsabilidade de relacionamentos sérios e duradouros… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)
Entendimento do Saber em Debate – Para ser feliz há dois valores essenciais que são absolutamente indispensáveis, um é segurança e o outro é liberdade. Você não consegue ser feliz e ter uma vida digna na ausência de um deles. Segurança sem liberdade é escravidão. Liberdade sem segurança é um completo caos. Cada vez que você tem mais segurança, você entrega um pouco da sua liberdade… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Teses para o Desenvolvimento

1ª Tese – Entender o acomodamento social

As facilidades comunicacionais das nossas convergências midiáticas, em vez de favorecem o aumento de participação na esfera pública, geram um curioso efeito reverso de acomodamento social dos indivíduos, cada vez mais embotados pelo amálgama de informações que são reproduzidas diariamente pela estrutura midiática.
Construindo o Texto – Trabalhe a concepção de que… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

2ª Tese – Perceber a reificação dos indivíduos

O consumo está tão enraizado em nossa sociedade que as pessoas estão se consumindo como se fossem mercadorias. A “coisificação” do ser humano e o anseio pela novidade é o motor propulsor da sociedade de consumo e das relações interpessoais

Construindo o Texto – Trabalhar a ideia de que… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

3ª Tese – Analisar a ansiedade e o distanciamento

O desejo habita a ansiedade e se perde no consumismo imediato. A sociedade está marcada pela ansiedade, reina uma inabilidade de experimentar profundamente o que nos chega, o que importa é poder descrever aos demais o que se está fazendo.
Construindo o Texto – Mostre que, em tempos de Facebook e Twitter não há desagrados, se a pessoa não gosta de uma declaração ou um pensamento, deleta, desconecta, bloqueia. Perde-se a profundidade das relações… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Conclusão

Coloque no texto que amor autêntico por uma pessoa não pode se fundamentar apenas em um contrato moral-jurídico-religioso, mas sim em uma poderosa celebração regida pela espontaneidade e pela alegria. O respeito verdadeiro pelo ser amado não brota pelo cumprimento de um formalismo contratual, mas sim pelo cuidado para com ele, nascido do sentimento de alteridade. Porém… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

>Link  

Tema da Semana – A humanização dos espaços urbanos: benefício para o convívio social
   Luiz  André Medeiros  │     19 de julho de 2017   │     19:28  │  0

O Projeto Redação em Debate disponibiliza aqui em nosso blog, uma série de temáticas de suma relevância para os acompanhantes que desejam manterem-se atualizados para os mais diversos vestibulares pelo Brasil. Confira abaixo uma temática arduamente discutida em nosso curso presencial, fato que redeu diversas redações produzidas em sala e em nossos plantões de produção por nossos alunos:


Tese Principal – A necessidade de intervenção em centros urbanos se dá não apenas para que se conserve toda a estruturação existente, mas, sobretudo pela necessidade de restaurar a identidade dos espaços e das pessoas com que se relaciona. Assim suscitam um paradoxo quanto a essas requalificações urbanas. Como essas intervenções vem sido feitas? Essas mudanças tem apenas um caráter contemplativo ou são motivados por interesses econômicos?

 

Visões Universalistas

Argumento Histórico

 

A urbanização como um processo e a cidade como organismo concreto, são processos que marcam verdadeiramente a sociedade contemporânea. Pois se passou mais a compreender o espaço como uma construção histórica e que as cidades são resultado de todo um processo que vai acumulando transformações que acontecem ao longo do tempo, amarrada por todas as relações estabelecidas em cada momento histórico diferente, decorrente das necessidades específicas.
Entendimento do Saber em Debate – A exemplo da revolução industrial que suscitou diversas transformações nas cidades, efetivas mudanças que reverberaram diretamente sobre as cidades, recebendo e fazendo mudanças. A indústria causa impacto sobre o urbano, por isso a expansão das cidades provocada pela industrialização causou a explosão demográfica, enquanto a população mundial quadruplica após 1850, a população urbana se multiplica por dez… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Argumento Sociológico

A palavra revitalização sempre trás a mente a ideia de conjuntos de medidas e ações que surgem com o objetivo de aplicar a determinada área um novo valor, e dando vida econômica e social. O crescimento das cidades está acelerado, algumas cidades já alcançaram toda sua área e já não é mais possível encontrar espaços livres para construção. Há cidades também que cresceram sem atentar para o planejamento urbano e por isso começam a apresentar problemas no uso de algumas áreas, desvalorização de outros, mau uso e até abandono e marginalização de áreas.
Entendimento do Saber em Debate – Mostre no texto que muitos elementos contribuíram para a passagem do estado sólido da modernidade para uma qualidade fluida. O sociólogo polonês Zygmunt Bauman, identifica alguns fatores dessa passagem tendo por base a análise da condição urbana. As cidades são por excelência os locais onde aterram todos os dilemas e contradições geradas a nível mundial… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Argumento Arquitetônico

A configuração da paisagem urbana no princípio do século XX, buscava mais a funcionalidade e por conta disso acabavam causando uma poluição visual, causada pela modernidade, telefones, eletricidade, mobiliário urbano e etc. e também cada vez mais a presença de automóveis.
Entendimento do Saber em Debate – Mas foi com a consolidação de uma sociedade capitalista, voltada para a indústria e consumo que aumentou os problemas enfrentados pelas cidades – daí é que nasce o urbanismo moderno, visando procedimentos e ideias que objetivavam procedimentos que melhorassem as condições de vida… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Saber em Debate com o autor – Raquel Rolnik

Os desafios que o Brasil enfrenta para construir um novo modelo de urbanização no Brasil, elenca a professora da Universidade de São Paulo, Raquel Rolnik: “Para começar, é preciso superar a ambiguidade da inserção territorial da população de baixa renda”.
Para ela, existe há cem anos um lugar ambíguo chamado favela, que fica na periferia, tem as piores localizações, a pior infraestrutura urbana… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Teses para o Desenvolvimento

1ª Tese – Modificar o espaço urbano

Dentro do contexto observa-se que não é possível admitir apenas um conceito ou teoria de requalificação urbana, frente a tantas necessidades e possibilidades. Os espaços, públicos ou privados, desempenham funções urbanas. Assim o que é necessário é uma pesquisa maior, quanto a projetos de revitalização urbana, para que permita o desenvolvimento de novas perspectivas conceituais, formais e também formas de atuação, sempre questionando os modelos já existentes, pensando em gerar melhores condições
Construindo o Texto – Destaque que o processo de requalificação da paisagem, traz benefícios aonde quer que seja implantada… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

2ª Tese – romper a prática do controle da política urbana pelos operadores privados.

É preciso criar um modelo de financiamento do desenvolvimento urbano, hoje conectado ao mesmo sistema direcionado pelo calendário eleitoral que demanda obras de curto prazo sem olhar o futuro. Padece desse mesmo mal o desafio federativo, já que o modelo tripartite – federal, estadual e municipal – não dá conta da gestão metropolitana, pois uma megacidade como São Paulo não tem estrutura de gestão para enfrentar os problemas da megalópole, enquanto Tóquio e Frankfurt, por exemplo, são estruturadas como Estados e não como um aglomerado de municípios.
Construindo o Texto – Citar a necessidade de construção do espaço público como elemento estruturador, porque as cidades não devem ser destinadas à iniciativa privada… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Conclusão
Assim, a requalificação de centros urbanos deve se caracterizar não somente por critérios funcionais, mas também políticos, sociais e ambientais. Esses critérios conferem às intervenções uma nova vitalidade não só econômica, mas também social… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

>Link  

SABER EM DEBATE E A REDAÇÃO DA UNCISAL
   Luiz  André Medeiros  │     17 de julho de 2017   │     21:18  │  0

Após um período de recesso nas produções em nosso blog, retornamos com todo o gás nesse segundo semestre de 2017! Para iniciarmos com chave de ouro, faremos uma breve abordagem sobre a tão temida redação da UNCISAL, tema já abordado em nossas turmas semiextensivas que acabaram de iniciar em nosso Projeto. Confira abaixo parte de nosso trabalho:

Primeiramente, leia o tema e os textos motivadores. Interpretação de Texto é o fundamento para você ‘ler e entender’ o enunciado. Esse será o seu grande ponto de partida para escrever uma boa dissertação e obter sucesso na pontuação no vestibular. Uma leitura atenta vai evitar que você cometa um dos erros mais comuns dos estudantes: fugir do tema. Razão pela qual muitas redações ganham nota zero.

Introdução:

CONCLUSÃO  -> EM DOIS PERÍODOS

O edital não especifica o tipo de conclusão a ser escrita, por causa disso o aluno tem a liberdade de apresentar propostas de intervenção, assim como faz na redação do Enem. Mas fique atento! Então, enfatize o AGENTE MOBILIZADOR e apresente a PROPOSTA EM FORMA DE AÇÃO. Comece a conclusão na 24ª linha, é o suficiente até mesmo para quem  fizer a conclusão por retomada: assim, você não será repetitivo ao relembrar as teses abordadas no corpo do texto.

>Link