Tema da Semana – O médico do século XXI: compromisso social e responsabilidade compartilhada
   Luiz  André Medeiros  │     19 de agosto de 2017   │     17:24  │  0

Nosso blog está, a cada semana, mais completo! Aqui fazemos questão de exibir um conteúdo de qualidade para nossos seguidores, para que possamos evoluir gradualmente até o objetivo final, seja ele o ENEM ou, como nessa publicação, uma aprovação nos vestibulares particulares! Nosso conteúdo completo está totalmente disponível em nosso curso presencial. Logo, para aqueles que desejam aprofundar-se ainda mais nas mais diversas técnicas de produção textual, venha e conheça nosso projeto!

Tese Principal

O profissional da medicina, outrora endeusado e considerado um artista, atuando através da fusão de conhecimentos adquiridos e da experiência própria, foi aos poucos sendo destituído do glamour e assumindo o papel de profissional sujeito a uma série de exigências antes desconhecidas. Se por um lado adquiriu a seu favor uma ciência que se renova a cada dia, por outro passou a enfrentar as expectativas de uma população informada e vigilante, somadas por sua vez a circunstâncias externas que interferem diretamente na atuação médica: políticas de saúde, carência de recursos, superlotação de serviços, desvalorização do trabalho médico, banalização de informações.

Visões Universalistas

Argumento Econômico

A importância do questionamento do papel do médico se torna relevante na medida em que a medicina ocidental deixa de ter sua centralização na figura do profissional e passa a depender de recursos, sem os quais a atuação do médico se torna ínfima, quase nula. Surge assim a “medicina de recursos” … (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Entendimento do Saber em Debate – As pequenas exigências do dia-a-dia na medicina, as disponibilidades terapêuticas, as viabilizações diagnósticas, as comprovações laboratoriais, a documentação, a burocratização das políticas de saúde adquiriram papel tão importante quanto a atuação terapêutica propriamente dita… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)


Argumento Sociológico

O médico atual, posicionado na linha de frente do atendimento ao paciente, está destinado a receber diretamente os reflexos da insatisfação pessoal do indivíduo ignorado por uma sociedade consumista que o reduz a mera fonte de lucro, minimizando suas dores através de situações extremas de desconforto… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)
Entendimento do Saber em Debate – Refém das estatísticas e das políticas de saúde, o indivíduo – seja médico ou paciente – perde sua identidade em um emaranhado de papéis que precisam ser preenchidos, de queixas anônimas, filas intermináveis e compensações irrisórias… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Teses para o Desenvolvimento

Tese 1 – Analisar o impacto da especialização

Um fator de desgaste se soma aos demais: a educação médica do século XXI que, na busca da excelência, caminhou, inevitavelmente, para a especialização, formando profissionais extremamente competentes, porém algumas vezes distanciados da realidade social. A saúde pública, sobrecarregada e trabalhando sob a precariedade de recursos, perde-se em um emaranhado de especialidades, investindo pouco em prevenção e informação.
Construindo o Texto – Destacar … (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Tese 2 – Promover saúde em larga escala

Não há como negar a importância das políticas de saúde em populações marcadas pela desigualdade social, de forma a não se poder negar que falar em saúde, na medicina ocidental do século XXI, é falar de promoção de saúde em grande escala… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)
Construindo o Texto – O recurso médico, para chegar de maneira igual e equânime, precisa ser repensado, mediante os baixos orçamentos possibilitados para a promoção de saúde. Torna-se inviável, portanto… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Tese 3 – Adaptação as novas exigências sociais

A redescoberta da relação médico-paciente como fator fundamental da medicina, assim como a necessidade da adaptação dos profissionais de saúde a exigências sociais inesperadas, respaldadas na ética e na responsabilidade pessoal, constitui a base de ação da medicina que o século XXI delineia. A reinvenção de um médico capacitado… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)
Construindo o Texto – A medicina entregou tacitamente a terapêutica à indústria químicofarmacêutica, tornando a terapêutica secundária no âmbito do saber médico. Sob a tutela dos serviços de saúde pública, os quais financiam o modelo racional, o final do século XX propôs um pensamento médico construído sobre a visualização de mente e corpo distintos, embora ligados entre si. A sociedade atual, porém… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

Conclusão

Um novo olhar sobre as mudanças sociais da atualidade exige a reflexão sobre a medicina ocidental, no aproveitamento e incorporação da formação médica dentro do alcance dos recursos, não apenas no sentido de promoção, mas também de educação em saúde, sendo esse o pilar da medicina preventiva… (TEXTO COMPLETO EM NOSSO MATERIAL DO CURSO PRESENCIAL SEMIEXTENSIVO)

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *