Redação da Aluna Yandra Cavalcante
   Luiz  André Medeiros  │     9 de maio de 2018   │     22:06  │  0

Retornamos nessa quarta-feira com mais uma incrível redação de uma de nossas alunas do Projeto Redação em Debate. Confiram hoje a produção da aluna Yandra Cavalcante:

A Declaração Universal dos Direitos Humanos de 1948 gerou um novo direito social ao afirmar que cada pessoa tem a concessão de participar ativamente no desenvolvimento de sua comunidade. Porém, os brasileiros desconhecem ou ignoram tal direito, ao ponto de bloquear a existência de uma cidadania capaz de promover políticas públicas. Assim, torna-se fundamental a ampliação da participação popular, bem como o acesso à educação plena.

Sob a visão do sociólogo Robert Putnam, quando o Capital Social – representado por participação política, confiabilidade e solidariedade está elevado, menores são os problemas sociais. No Brasil, entretanto, o Capital Social é baixíssimo, uma vez que as instituições não possuem credibilidade e a luta coletiva pela democracia é quase nula. Com isso, percebe-se que a participação política direta é raramente utilizada e a indireta (voto) é ineficaz.

Nessa Lógica, o entendimento da população sobre a realidade está distorcido, o que compromete a cidadania efetiva a partir de pessoas atuantes e fiscalizadoras. Permite-se inferir, portanto, que a educação brasileira é injusta, já que não garante a capacidade de análise e de contestação por parte dos cidadãos. Dessa forma, há uma grande dificuldade de democratizar o poder para o benefício e o protagonismo de sujeitos históricos.

Logo, é imprescindível que o Poder Legislativo crie portais na internet que ampliem a participação popular, por meio de sugestões para leis e de debates com os políticos, a fim de efetivar a relação direta da população com os problemas sociais. Ademais, é dever de todas as escolas ensinar aos estudantes a questionar a realidade e a lutar pelo progresso social, mediante exposição de seus direitos e deveres, como também da importância de se obter igualdade e justiça, com o fito de aumentar o Capital Social de Putnam.

 

NOTA FINAL DA ALUNA: 960 PONTOS

>Link  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *