Monthly Archives: setembro 2018

A Visão do Saber: Franz Boas e as culturas
   Luiz  André Medeiros  │     27 de setembro de 2018   │     11:17  │  0

O Saber em Debate retoma mais uma vez as postagens em nosso blog apresentando, nesta quinta-feira, mais uma ferramenta desenvolvida especialmente para nosso alunos do projeto Redação em Debate: A Visão Do Saber. Através da aplicação em aulas presenciais com nossos professores e monitores, o aluno pode desenvolver individualmente seus conhecimentos através de nosso incrível material. Confiram a seguir essa maravilhosa ferramenta aplicada ao pensador Franz Boas.

Autor da Visão Franz Boas

Pensamento – Nascido na Alemanha, transporta essa ideia para a Antropologia, em uma crítica ao evolucionismo. Para Franz Boas, cultura era um todo integrado, e não apenas um conjunto desagregado de práticas, hábitos, técnicas, relações e pensamentos. Essa integração de múltiplos elementos, ordenados a partir de um princípio compartilhado por todos os indivíduos de uma sociedade específica, criava a cultura. Por ser única e exclusiva de cada sociedade, inviabilizava qualquer tentativa de comparação a partir de pressupostos arbitrários. Para Boas, qualquer comparação exigiria tanto cuidado e tanta investigação histórica e antropológica que, na prática, seria inviável.

 

É fácil entender: Franz Boas inaugurou o que mais tarde ficaria conhecido como relativismo cultural: uma tomada de posição perante a diferença cultural, segundo a qual cada cultura deve ser avaliada apenas em seus próprios termos. O etnocentrismo é o mecanismo principal das classificações evolucionistas, enquanto o relativismo cultural é o motor de um pensamento não preconceituoso e preocupado em romper com as classificações hierárquicas. O conceito antropológico de cultura não pode existir sem o relativismo cultural e a crítica ao etnocentrismo.

 

Destaque: Relativismo cultural, portanto, é uma forma de encarar a diversidade sem impor valores e normas alheios. Podemos considerar o relativismo uma inversão do evolucionismo: se este escalona as diferenças a partir de valores específicos das sociedades ocidentais, o relativismo evita qualquer tipo de escala, analisando as diferenças segundo os termos da própria sociedade da qual fazem parte.

 

Visão Universalista – O conceito de cultura de Boas descreve um conjunto de pessoas que compartilha uma série de hábitos, práticas e crenças, e é vista como integradora para a vida coletiva.

 

Temas em que pode ser usada a sua ideia:

– Preconceito que cala, língua que discrimina –  a ideologia de exclusão social e de dominação política pela língua;

 (CONFIRMAM MAIS POSSÍVEIS TEMAS EM NOSSO CURSO PRESENCIAL)

Como encaixar:

Tema – Preconceito que cala, língua que discrimina –  a ideologia de exclusão social e de dominação política pela língua

Na Introdução – Franz Boas inaugurou o que mais tarde ficaria conhecido como relativismo cultural uma tomada de posição perante a diferença cultural, segundo a qual cada cultura deve ser avaliada apenas em seus próprios termos.

>Link